Sentença – Extinção – Perda do Objeto

Vistos, etc.

É cediço que o interesse processual resta consubstanciado na utilidade ou na necessidade da prestação jurisdicional, e, em relação a esta última, deve ser examinado em concreto. Inexiste, pois, razão lógica ou jurídica para o prosseguimento do presente feito.

Diante do exposto, reconhecendo a superveniente perda de objeto, JULGO EXTINTO o processo, na forma do art. 267, VI e seu § 3.o, do CPC.

Custas finais pela requerente.

Publique-se. Registre-se. Intimem-se.

Após o trânsito em julgado, dê-se baixa e arquive-se.

Witmarsum, 25 de abril de 2014.

Aleister Crowley
Juiz de Direito

Comentários: