Intermediária – Réplica à Contestação – Ação de Alimentos – Não alegadas preliminares

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 33a VARA DE FAMÍLIA DA COMARCA DE WITMARSUM-SC

PROCESSO Nº 93

RA-HOOR-KHUIT, representada por sua genitora NUIT THELEMA na ação que promove em face de HADIT THELEMA, todos já qualificados nos autos em epígrafe, vem, com o devido respeito e acatamento, perante Vossa Excelência apresentar RÉPLICA À CONTESTAÇÃO:

No tocante ao feito, observa-se na contestação de fls. 27-37 que nenhuma preliminar foi arguida, apenas tendo sido rebatidas as questões fáticas carreadas pela inicial, mediante alegações e documentos que não prosperam, devendo ser inteiramente rejeitadas, eis que não se coadunam com justificativas plausíveis.

O motivo pelo qual não prosperam é questão de mérito e será exposto com vagar no momento oportuno, após o encerramento da instrução processual, em sede de alegações finais, e não em réplica, que só faria sentido caso o Demandado tivesse alegado na contestação as matérias previstas no art. 301 do Código de Processo Civil.

Destarte, permanecem hígidos todos os argumentos constantes da inicial, razão pela qual se manifesta pela manutenção da exordial em seu inteiro teor.

Ante o exposto, requer sejam ao final, após a instrução, julgados procedentes os pedidos apresentados na exordial.

Witmarsum, 12 de junho de 2014.

Aleister Crowley
OAB 418

Comentários: