Inicial – Separação Judicial Consensual – Guarda/Visitas/Alimentos
EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DE DIREITO DO FÓRUM UNIVERSITÁRIO DA COMARCA DE WITMARSUM/SC SIMONE FOUCAULT, brasileira, casada, diarista, portadora da Cédula de Identidade nº 0.000.000-0, inscrita no CPF sob o nº 000.000.000-00, residente e domiciliada na Rua x, e MICHEL FOUCAULT, brasileiro, casado, pedreiro, inscrito no CPF sob o nº 000.000.000-00, residente e domiciliado na y, em conjunto por seu procurador infra-assinado (mandato anexo), vêm respeitosamente, a presença de Vossa requerer a homologação da AÇÃO DE SEPARAÇÃO JUDICIAL CONSENSUAL em conformidade com o artigo 4º da Lei 6.515/77 e artigo 1.574 do Código Civil c/c Lei 5.478/68 e demais disposições pertinentes, pelos fatos e fundamentos que a seguir expõem: I - DOS FATOS: 1.1. Os requerentes são casados pelo regime da comunhão parcial de bens desde 25 de novembro de 2005, conforme certidão de casamento em anexo. 1.2. Desse relacionamento adveio o nascimento de uma filha, Marguerite Duras, nascida em 14 de fevereiro de 2008. 1.3. Ocorre que, em razão de constantes desentendimentos, o casal não mais deseja viver sob o mesmo teto e pretende a dissolução do vínculo conjugal de forma consensual e nas condições adiante expostas. 1.4. Durante a convivência na sociedade conjugal, os requerentes não adquiriram nenhum bem imóvel, apenas alguns móveis e utensílios que guarneciam a residência alugada em que residiam. 1.5. A requerente Simone detém a guarda de fato da filha menor do casal. 1.6. O requerente Michel, por sua vez, trabalha como pedreiro, recebendo cerca de R$ 1.000,00 por mês. 1.7. Considerando que os requerentes não têm mais interesse na manutenção da sociedade conjugal, pretendem dissolvê-la nas seguintes condições: II - DO ACORDO DE SEPARAÇÃO: 2.1. Guarda - A guarda da filha menor do casal, Marguerite, ficará com a separanda. 2.2. Alimentos à filha - Á titulo de alimentos a sua filha, o separando pagará R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais), sempre até o dia 10 de cada mês subsequente ao vencido, que será depositado na C/C nº XXX, de titularidade de XXX. 2.3. Alimentos à requerente – A requerente dispensa os alimentos a que faz jus, pois possui trabalho remunerado apto a garantir seu sustento. 2.4. Visitas – Enquanto o leite materno for a única fonte de alimentação da infante, o requerente poderá visitá-la livremente, de acordo com disposição dos requerentes. Cessada essa fase, o Requerente terá o direito de ficar com a filha, em finais de semana alternados, a cada 15 dias, buscando-a às 8:00h da manhã de sábado e devolvendo-a, na residência da requerente, às 18:00 de domingo. 2.5. Patrimônio – Os bens móveis adquiridos durante o relacionamento ficarão com a separanda. 2.6. Nome – A requerente voltará a usar o nome de solteira, qual seja Simone de Beauvoir. III - DA FUNDAMENTAÇÃO: 3.1. O presente pedido está fundamentado no interesse das partes em dissolverem a sociedade conjugal de forma consensual e nos termos antes mencionados, uma vez que não têm mais interesse no convívio sob o mesmo teto, na forma prevista no artigo 4º da Lei 6.515/77 e art. 1.574 do CC c/c a Lei 5.478/68 e demais disposições pertinentes. ISTO POSTO, REQUER: 1 - Homologação do presente acordo, decretando-se a separação do casal por mútuo consentimento, para que surta os jurídicos e legais efeitos, de tudo cientificado o representante do Ministério Público. 2 - Expedição de mandado ao oficial do Cartório de Registro Civil da Comarca de Witmarsum (SC) para proceda a devida averbação da sentença, com o registro da alteração do nome da requerente. 3 – Os benefícios da Justiça Gratuita, de acordo com o artigo 1º, § 2º da Lei 5.478/68, sendo que não possui condições de arcar com as custas processuais e honorários advocatícios sem prejuízo do próprio sustento e de sua família, conforme declaração de insuficiência financeira que instrui a exordial; 4 - Produção de todos os meios de prova em direito admitidos, notadamente a documental inclusa. Dá a causa o valor de R$ 3.000,00 (três mil reais). Nestes termos, pede deferimento. Witmarsum, 01 de setembro de 2017 Jean-Paul Sartre OAB 93 Simone Foucault Michel Foucalt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *